Balanço Bienal 2009

PA134871

Apesar da crise instalada no país, da curta duração desta exposição (que esteve aberta um pouco mais do que duas semanas) e da sua localização, o balanço final foi positivo com cerca de dois mil visitantes. O que não é de admirar devido ao grande salto qualitativo e da diversidade estética das obras presentes nesta exposição.
Esta iniciativa contou com diversas visitas de estudo de escolas de diferentes partes do concelho, contribuindo deste modo para a formação de futuros públicos. Além disso, contou ainda com uma grande variedade de actividades paralelas, como o ciclo Artes Plásticas e Outras Artes, aberto ao público em geral, que dentro daquilo que se tinha em mente foi bem sucedido. Deste modo, alcançámos mais uma vez um dos objectivos fulcrais da bienal – o seu carácter didáctico, e começámos a atingir uma maior abertura cultural e artística em Coruche. A acrescentar a este panorama tivemos pela primeira vez o Projecto Jovens Artistas, que obteve uma boa resposta e aderência, com a organização de um debate com jovens artistas – o 1.º Encontro de Jovens Artistas, e ao reclamar um espaço para as outras artes, através da exposição de fotografia Take-Away Roots de Sofia Silva.

Categories: IV Bienal de Coruche | Deixe um comentário

Navegação de artigos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: